Qual a melhor hora para investir?

O propósito de investir é multiplicar riqueza. Não importa a profissão, quais os objetivos, quanto se ganha ou mesmo se você é patrão ou empregado. Investir significa multiplicar o patrimônio para melhorar o bem estar, a qualidade de vida, para realizar seus sonhos, lhes proporcionar tranquilidade e, claro, melhorar a vida de seus entes queridos.

Na fórmula dos juros compostos (figura abaixo), o único fator que está no expoente é o tempo. Isso mesmo, o tempo! Portanto, quanto mais cedo começar a investir, maior será o ganho porque o tempo estará a favor. E o efeito do tempo sobre o rendimento não é linear e, sim, exponencial.

Juros_Compostos

Assim, a resposta para a pergunta é estar investido. Investir sempre e com disciplina. Muitos colegas desejam ter previsões sobre ações, taxa de juros entre outras coisas e a resposta é sempre a mesma: “não é preciso saber quando, é preciso estar investido e logo”.

No curto prazo o investimento se torna um assunto mais fácil. O investimento de curto prazo (recurso que será usado entre um e cinco anos em média) tem que estar mais próximo e aplicado em produtos que possuam liquidez para a sua necessidade. O objetivo dele é simples: render mais do que a inflação e ter um rendimento próximo ou acima da taxa de juros. Este investimento visa não perder poder de compra e obter remuneração justa.

Por outro lado, quando se trata de longo prazo, é preciso juntar dinheiro para uma aposentadoria, para financiar o estudo dos filhos ou para atingir um sonho de consumo. Neste caso, o panorama é muito mais complexo. Para traçar um cenário futuro é preciso entender que existem seis elementos que precisam ser controlados. Conforme o nível de controle, estes elementos podem ser divididos entre: nenhum controle, algum controle e total controle.

Os retornos do mercado e a política sobre impostos e investimentos são dois elementos do cenário que estão totalmente fora do seu controle. O tempo que você vai continuar ganhando dinheiro com seu trabalho, você tem algum controle, pois pode mudar de área, fazer uma nova especialização, um doutorado e aumentar esse tempo ganhando mais. A longevidade é outro elemento em que possuímos algum controle, praticando exercícios, comendo bem e tendo qualidade de vida.

Porém, o foco do planejamento financeiro de longo prazo é justamente nos dois elementos onde podemos ter total controle: controle de gastos e risco do investimento.

O primeiro é básico, essencial e negligenciado, principalmente por quem ganha mais. Não importa o quanto você ganha ou o quanto você gasta. O que importa é o quanto poupa. Por exemplo, com uma pequena poupança de cem reais mensais e investindo sempre e logo, é possível fazer a diferença entre ter ou não cinquenta mil reais em vinte anos.

O último elemento e não menos importante é o risco do investimento. Este fator, além de você ter total controle sobre ele, será crucial para que possa manter a disciplina e chegar ao seu objetivo. Um investidor conservador não pode estar comprando ativos de alto risco porque na primeira queda ele irá interromper o seu planejamento. Assim, é fundamental que você conheça qual o seu perfil de investidor.

Para concluir, qual é a melhor hora de investir? A resposta é AGORA MESMO, JÁ. Investir sempre a sua poupança seja ela de curto ou de longo prazo. Caso você tenha interesse, você pode aprender a investir por conta própria; caso não tenha, você pode procurar um profissional qualificado que avalie seu perfil e indique os melhores produtos do mercado. E continue trabalhando sem perder sua qualidade de vida.

Até a próxima!

Continuem conosco!