Blog
  • Blog
  • O que é CDI e CDB? Veja o que é e como influencia nos investimentos

O que é CDI e CDB? Veja o que é e como influencia nos investimentos

O que é CDI e CDB? Veja o que é e como influencia nos investimentos

Se você quer tomar decisões mais acertadas no que tange seus investimentos, é necessário conhecer as taxas e os tipos de aplicações disponíveis no mercado. Uma dúvida muito comum, principalmente entre quem está começando a investir, gera confusão entre o que é CDI e CDB. Na verdade, a primeira sigla é uma taxa relacionada à rentabilidade, enquanto a segunda é um tipo de investimento.

Neste artigo, vamos explicar para você mais detalhes e diferenças entre as duas. Com esta leitura, você também será capaz de entender de que forma elas influenciam os seus investimentos. Confira!

Qual a diferença entre o CDI e o CDB?

CDB e CDI são abreviações muito encontradas tanto por quem conhece como por quem está iniciando suas atividades no mercado financeiro. Ainda que as letras sejam parecidas, tratam-se de conceitos distintos e compreendê-los é fundamental para tornar a vida do investidor mais fácil.

CDB significa Certificado de Depósito Bancário. Esse é um dos principais papéis privados na categoria renda fixa que você encontrará no mercado de capitais do Brasil. Consiste em um tipo de empréstimo entre um investidor e um banco. Ou seja, os bancos emitem CDBs quando precisam pegar dinheiro emprestado para realizar o financiamento das suas operações.

Ao término do prazo determinado no título, a instituição bancária devolve os recursos financeiros aplicados para cada um dos investidores, junto aos juros que foram estabelecidos na compra do papel.

Já o CDI, ou Certificado de Depósito Interbancário, é um título emitido também por instituições financeiras, que tem como função lastrear as transações do mercado interbancário. Sua modelagem é a mesma de um CDB, porém o CDI só pode ser negociado entre bancos.

Isto é, sua aplicabilidade é ser a garantia para a transferência de dinheiro entre uma instituição financeira e outra. Esse tipo de movimentação acontece para dar fluidez ao mercado financeiro. Portanto, uma pessoa física não pode investir no CDI. Ele funciona apenas como uma referência para outros tipos de papéis de renda fixa.

 Inteligência financeira para enriquecer com saúde

Como o CDI impacta os investimentos?

O CDI opera no mercado de capitais, em conjunto com a taxa SELIC, como a menor rentabilidade aceita de qualquer título. Então, aplicações que são indexadas ao CDI terão sua rentabilidade alterada conforme esse índice sofre variações. Quanto menor for a taxa do CDI, menor será o custo do dinheiro emprestado para as instituições financeiras e mais baixa será a lucratividade do investidor que faz aplicações em renda fixa.

Agora vamos explicar na prática como o CDI impacta os investimentos. Quando você ouvir que um CDB oferece como rendimento 100% do CDI, essa afirmação pode parecer confusa. Mas isso significa que esse Certificado de Depósito Bancário terá exatamente o mesmo retorno sobre o investimento do que o CDI. Logo, caso um CDI tenha uma taxa acumulada de 10,70% no último ano, o CDB apresentará rentabilidade de 10,70% aos seus investidores em 12 meses.

A maior parte dos papéis de renda fixa aplicam a taxa do CDI como referência para o quanto renderão. Entre esses investimentos, além do CDB, estão as LCIs (Letras de Crédito Imobiliário), as LCAs (Letras de Crédito do Agronegócio), os fundos de renda fixa, as debêntures, entre outros.

Agora que você já sabe o que é CDI e CDB, ficará muito mais fácil avaliar se a aplicação financeira é boa ou não antes de decidir onde investir o seu dinheiro. Quanto maior for a taxa do CDI, maior será a rentabilidade da sua aplicação.

Quer saber mais a respeito do mercado financeiro? Leia este post sobre Bolsa de valores: 4 dicas para médicos que querem começar a investir

Deixe um comentário

Um conjunto de ferramentas para ajudá-lo a enriquecer com saúde

Feito por médicos para médicos