Blog
  • Blog
  • Entenda como a taxa Selic afeta os investimentos e planeje-se

Entenda como a taxa Selic afeta os investimentos e planeje-se

Entenda como a taxa Selic afeta os investimentos e planeje-se

Muitos investidores têm a seguinte dúvida: como a taxa Selic afeta os investimentos? Antes de responder a pergunta é necessário explicar o que quer dizer essa taxa. Ela é uma sigla que significa Sistema Especial de Liquidação e de Custódia, corresponde ao índice básico de juros da economia brasileira e é usada como referência para todos os juros cobrados no país.

Ela influencia muito na vida das pessoas que fazem aplicações financeiras. Pensando nisso explicaremos a relação de influência da Selic nos investimentos e na economia no Brasil. Vamos lá?

Como a taxa Selic afeta os investimentos?

O valor do índice é determinado pelo Copom (Comitê de Política Monetária). O órgão faz 8 reuniões por ano para definir a taxa. Ela é um mecanismo utilizado pelo Governo Federal com o objetivo de controlar a inflação.

A Selic intervém diretamente nos investimentos que têm a sua rentabilidade medida pelo índice e ainda tem uma relação de influência indireta em outras aplicações financeiras atreladas a diferentes índices, entre eles o CDI e a inflação. Explicaremos sobre isso na sequência do post. Confira!

Títulos Público

Há três tipos de investimentos em Títulos Públicos: aqueles que são indexados à inflação (Tesouro IPCA), os que têm a rentabilidade medida pelo desempenho da taxa de juros e os prefixados (o rendimento é definido assim que a pessoa contrata o ativo).

O Tesouro Selic tem o seu rendimento semelhante ao comportamento desse índice. Se a taxa aumentar, os retornos do seu tipo também aumentam. Vale lembrar que a rentabilidade desse ativo é feita de acordo com o valor da Selic mensal. Ela pode ser consultada no site da Receita Federal.

Poupança

Trata-se de outro investimento que é influenciado diretamente pelo desempenho da Selic. Desde 2012, o governo definiu uma nova regra de cálculo para poupança e ela funciona da seguinte forma:

  • caso a taxa seja igual ou maior a 8,5% ao ano, a poupança rende 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial;
  • quando a Selic estiver abaixo de 8,5% ao ano, a poupança renderá 70% da taxa de juros.

CDI

Trata-se do Certificado de Depósito Interbancário (CDI). Nesses investimentos, a pessoa empresta dinheiro aos bancos. As instituições financeiras, por sua vez, usam o seu capital para reposição do caixa e remuneram o investidor de acordo com o índice.

O valor do CDI é determinado conforme os juros praticados. Isso faz com que o valor de um seja bem próximo à Selic. Portanto, quanto maior é o valor da taxa de juros da economia, maior é o CDI.

Esse indicador é usado na rentabilidade de várias aplicações de renda fixa. Entre eles estão o LCI (Letras de Crédito Imobiliário), Debêntures, LCA (Letras de Crédito do Agronegócio) e CDB (Certificado de Depósito Bancário).

Inflação

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) é o índice que mede a inflação oficial do país e também é utilizado como referência para vários investimentos, entre eles o Tesouro IPCA, alguns CDBs, LCIs e LCAs.

A Selic sobe nos períodos de turbulência da economia e quando a inflação está em alta. O objetivo disso é tentar conter o consumo e controlar o IPCA. Portanto, podemos dizer que quanto maior inflação, maior será a taxa de juros da economia.

Como a Selic influencia na economia?

A Selic afeta diversos aspectos econômicos. Quando ela está em alta, o real se desvaloriza e a oferta de dólares aumenta, favorecendo os investimentos estrangeiros no Brasil. Quanto maior é a taxa, mais seletivos os bancos se tornam na concessão de crédito, pois eles terão custo mais alto para captar recursos. E quanto menor é o índice, maior é o consumo das pessoas e mais empregos são gerados.

O índice influi na rentabilidade de várias aplicações — entre elas os Títulos Públicos e a poupança — e também em diversos aspectos da economia brasileira, como a geração de empregos, concessão de empréstimos, importações etc. Podemos afirmar, portanto, que ela interfere diretamente no cotidiano das pessoas.

Agora que já sabe como a taxa Selic afeta os investimentos, preparamos um artigo que ajudará você a escolher as aplicações de renda fixa. Leia este post e conheça os ativos disponíveis no mercado e saiba com escolher os melhores.

Trackback do seu site.

Deixe um comentário

Um conjunto de ferramentas para ajudá-lo a enriquecer com saúde

Feito por médicos, para médicos